CARTAS DO
GESTOR

A Ruína do Teto

No cenário internacional, o mês foi marcado por um grande movimento de reprecificação da política monetária de diversos Bancos Centrais diante da continuidade e intensificação das pressões inflacionárias. No Brasil, concretização de parte dos riscos fiscais apontados nos últimos meses, com a proposta para flexibilização do teto de gastos para acomodar maiores gastos sociais.

> Faça o Download do Arquivo

Descompasso Entre Oferta e Demanda

Setembro foi marcado pela intensificação de uma série de problemas na China, a começar pela eclosão da crise da Evergrande. Nos EUA, após uma desaceleração no terceiro trimestre, a economia deve voltar a acelerar marginalmente até o restante do ano. Na Zona do Euro, o principal risco a se monitorar é a crise dos preços de energia e a maneira com que os Bancos Centrais irão reagir a seus desenvolvimentos. No Brasil, os riscos fiscais seguem latentes, com indefinições sobre a questão dos precatórios e a desejada ampliação do Bolsa Família.

> Faça o Download do Arquivo

Navegando em Meio a Divergências

Internacional: Nos EUA, FED deve iniciar a redução do ritmo de compra de ativos. Na Europa, seguimos otimistas tendo em vista o bom momento econômico, e na China, a sinalização do governo indica um preocupação maior com a qualidade do que com o nível do crescimento. Brasil: Seguimos cautelosos, tendo em vista a crise hídrica que afeta a inflação e a preocupação com a situação fiscal. Posições mais táticas em juros e moedas, e em equities, maior parte em Brasil em setores menos correlacionados com o cenário local.

> Faça o Download do Arquivo

Depois da Calmaria, a Tempestade

Internacional: Nos EUA, apesar da tendência de reversão dos estímulos monetários, economia deve continuar crescendo acima do potencial. Na Zona do Euro, taxas de juros devem se manter no limite inferior e na China, preocupações acerca da postura do governo diante de diversos temas que contrapõem o crescimento. Brasil: Estamos cautelosos devido a potencial deterioração do fiscal. Posições: Pequenas em juros, aplicadas na curva pré e juro real. Em Moedas, acreditamos em uma depreciação do dólar até o final do ano. Para ações, migramos parte da alocação em temas internacionais, que tiveram bom desempenho, para o nomes locais, atrelados à reabertura.

> Faça o Download do Arquivo

Está Aberto o Debate no Fed

No cenário internacional temos que nos EUA, preparação gradual das expectativas para a volta da normalização monetária. Já na Zona do Euro, seguimos otimistas e na China, a maior parte dos dados de atividade vieram abaixo do esperado, gerando dúvidas em relação ao crescimento. No Brasil, revisamos a projeção do PIB deste ano de 4,5% para 5,5%.

> Faça o Download do Arquivo

Agenda Liberal nos Trilhos

Internacional: Nos EUA, mês marcado por surpresas históricas em dados de inflação e mercado de trabalho. Na Zona do Euro e China, previsões otimistas para economia. Brasil: Mantemos uma visão mais otimista para o curto prazo, com retomada mais forte da atividade e aceleração da vacina.Posições mais leves nos mercados de juros. Em Moedas, acreditamos em uma depreciação do dólar até o final do ano. Para bolsa, net exposure alto e concentrado no mercado local.

> Faça o Download do Arquivo

A Travessia

Internacional: O avanço da vacinação dá sinais encorajadores de uma reabertura econômica em caráter geral. Economia americana deve mostrar dados fortes de atividade nos próximos meses. Na China, crescimento deve voltar próximo ao seu ritmo de longo prazo. Brasil: Acreditamos que estamos na travessia para um momento de melhora nos números de óbitos e internações e, portanto, mantemos uma visão marginalmente positiva, principalmente no que se refere a retomada econômica.

> Faça o Download do Arquivo

Brasil: Uma Peça de Dois Atos

Do lado internacional, o cenário otimista para a economia americana continuou intocado, com uma aceleração ainda maior do programa de vacinação (mais de 160 milhões de doses aplicadas). No cenário doméstico, a dinâmica da pandemia deteriorou nas últimas semanas, com a forte aceleração dos números de óbitos e diversas notícias de colapso dos sistemas de saúde ao redor do país, o que tem sido seguido pelo aumento das medidas de restrição social.

> Faça o Download do Arquivo

A Agenda Nem-Nem

Do lado internacional, vimos uma recalibração otimista do crescimento esperado dos EUA para 2021 e com ele, uma reprecificação abrupta das taxas de juros. A região da Zona do Euro continua enfrentando um cenário de vacinação lenta e atividade prejudicada com extensão de diversas medidas de restrição. No cenário doméstico, a piora adicional da pandemia e o aumento das restrições sociais têm aumentado a urgência para a aprovação

> Faça o Download do Arquivo

A Corrida pela Imunização

O processo de imunização contra o COVID-19 ganhou ritmo ao longo de janeiro com certa divergência entre os países. No lado positivo, além de Israel, destacam-se Reino Unido e Estados Unidos, ambos superando a marca de 10% da população vacinada. Do lado negativo, problemas logísticos e burocráticos vêm deixando a Europa como retardatária nessa corrida. No Brasil, o recrudescimento da pandemia e processo de vacinação ainda confuso fez com que o risco fiscal percebido pelo mercado aumentasse.

> Faça o Download do Arquivo
Fechar

A Garde Asset Management Gestão de Recursos Ltda. (“Garde Asset Management”), a Garde RF & Previdência Gestão de Recursos Ltda. (“Garde RF & Previdência”) e a Garde Equity Gestão de Recursos Ltda (“Garde Equity”, e em conjunto com a Garde Asset Management e a Garde RF & Previdência, “Garde”) realizam única e exclusivamente a distribuição de cotas de Fundos de Investimentos dos quais sejam, respectivamente, responsáveis pela gestão de recursos (“Fundos”), nos termos da Instrução CVM nº 558, de 26 de março de 2015, não realizando, portanto, a distribuição de qualquer outro ativo financeiro.As informações contidas neste website são de caráter exclusivamente informativo não se caracterizando como oferta ou solicitação de investimento ou desinvestimento em ativos financeiros, tampouco recomendação para compra ou venda de cotas dos Fundos, cujas características poderão ou não se adequar ao perfil do investidor, nos termos da Instrução CVM nº 539, de 13 de novembro de 2013.A Garde não assume qualquer compromisso de publicar atualizações ou revisões das previsões contidas neste website. A rentabilidade divulgada já é líquida das taxas de administração, de performance e dos outros custos pertinentes aos Fundos. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. Os Fundos não contam com a garantia do administrador, da Garde, de qualquer mecanismo de seguro ou, ainda, do Fundo Garantidor de Créditos – FGC. A rentabilidade passada não representa garantia de rentabilidade futura.Ao investidor é recomendada a leitura cuidadosa dos regulamentos dos Fundos ao aplicar seus recursos. Os Fundos podem utilizar estratégias com derivativos como parte integrante de suas políticas de investimento, as quais, da forma como são adotadas, podem resultar em significativas perdas patrimoniais para seus cotistas, podendo inclusive acarretar perdas superiores ao capital aplicado e a consequente obrigação do cotista de aportar recursos adicionais para cobrir o prejuízo dos Fundos. Alguns Fundos estão autorizados a realizar aplicações em ativos financeiros no exterior.Informações relativas aos horários, valores máximos e mínimos de aplicação e movimentação, prazo de carência, conversão e liquidação para movimentações, taxas de administração, performance, entrada e saída cabíveis aos Fundos, tratamento tributário perseguido, descrição e objetivos de investimento, utilização de derivativos, aquisição de ativos negociados no exterior, concentração de poucos emissores de ativos de renda variável, principais fatores de risco, dentre outras informações poderão ser adquiridas em documentos específicos tais como: Regulamentos, Lâminas e Tabela Resumo referente às características gerais dos Fundos presentes neste website e/ou no website do administrador dos Fundos.A Garde, seus administradores, sócios e colaboradores não se responsabilizam pela publicação acidental de informações incorretas, e isentam-se de responsabilidade sobre quaisquer danos resultantes direta ou indiretamente da utilização das informações contidas neste website.O conteúdo deste website não pode ser copiado, reproduzido, publicado, retransmitido ou distribuído, no todo ou em parte, por qualquer meio e modo, sem a prévia e expressa autorização, por escrito, da Garde.A Garde Equities Gestão de Recursos Ltda. é uma empresa do grupo econômico da Garde e encontra-se atualmente em fase de credenciamento perante a Comissão de Valores Mobiliários - CVM para a prestação dos serviços de gestão de recursos e distribuição de cotas de fundos, bem como adesão à autorregulação expedida pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais - ANBIMA.

Fechar